A Serra do Brigadeiro ergue-se na Zona da Mata mineira, no sudeste do estado, a cerca de 290 km de distância de Belo Horizonte. O parque ocupa terras dos municípios mineiros de Araponga, Fervedouro, Miradouro, Ervália, Sericita, Pedra Bonita, Muriaé e Divino, na Serra da Mantiqueira. Pelo levantamento dos recursos biológicos do Estado de Minas Gerais, a Serra do Brigadeiro é considerada uma das áreas de extrema importância para conservação da Mata Atlântica, tipo de vegetação mais ameaçada no mundo.

O Território da Serra do Brigadeiro é formado por uma sequência histórica, envolvendo políticas públicas e a comunidade. A trajetória de mobilização em torno da unidade de conservação afetou todas as comunidades envolvidas, após a criação do Parque Estadual Serra do Brigadeiro. Neste momento, tornou-se possível o fim do processo de desmatamento e exploração do minério pela Belgo-Mineira, trazendo a gestão da Serra de volta às mãos dos próprios habitantes. Para que todo este processo fosse construído em comum acordo, vários debates foram realizados junto com atores sociais e comunidades envolvidas.

Em meio as discussõe o Plano Territorial de Desenvolvimento Rural Sustentável (PTDRS) foi elaborado, em busca de desenvolver a região com responsabilidade e sustentabilidade. Desta forma, os eixos estratégicos de ação são: Preservação e Recuperação do Meio Ambiente, Turismo Rural, Agricultura Familiar Diversificada, Agroindústria Familiar, Artesanato e Cultura.

Território Serra do Brigadeiro
img_6271_34516045303_o.jpg