Quem somos? Viajantes ou Turistas?


Neste momento de dar um tempo nas viagens, é interessante refletirmos sobre o nosso perfil, enquanto consumidores de lazer e recreação.


Quais são nossas vontades e motivações quando vamos sair para um passeio e que nos leva não só para lugares distantes, como para a Serra do Brigadeiro? Como interagimos e buscamos conhecer esse “lugar”!


O que posso fazer somente lá?


Pois uma cerveja gelada, uma cachoeira, um caminho no mato, não é só lá que existe!


Em Minas Gerais, o que mais temos são cachoeiras que quando lá chegamos parece uma bica ou uma corredeira!


Para um turista da capital de Minas Gerais que fica a 80 km da Serra do Cipó com diversas cachoeiras, por exemplo, e, maior variedade de serviços de hospedagem, alimentação, lazer e recreação, o que fará ele andar 320 km para vir na Serra do Brigadeiro?


O que queremos conhecer de fato na Serra do Brigadeiro?


O que temos na Serra do Brigadeiro que nos torna um local diferente e único?


Turistas viajam para dizer que foram. Viajantes se mandam para ficar imersos no mundo.

Venha para a Serra do Brigadeiro para conhecer o mundo da Serra do Brigadeiro, não se limite ao Parque ou a um Empreendimento Turístico. A população é uma excelente anfitriã e poderá lhe mostrar várias surpresas! Integre-se e interaja com este mundo daqui. A comunidade do lugar é a grande diferença de qualquer destino turístico.


Turista mantém o padrão alimentar de sempre. Viajante come o que for diferente do que já provou.

Venha para a Serra do Brigadeiro, para experimentar o diferente. Esteja aberto para as diferenças! Aproveite as oportunidades para descobrir suas novas possibilidades de descobrir o novo.


O que tem de gastronomia típica da Serra do Brigadeiro como atrativo turístico?


Turista procura uma viagem de confortos e comodidade. Viajante acredita que uma viagem são experiências inusitadas.

Conforto temos em nossa casa. Uma viagem é uma oportunidade para conhecer o modo de vida do lugar. Uma viagem é o momento de acabar com conceitos preconcebidos por outros. Construa sua própria satisfação de visitar a Serra do Brigadeiro.


Qual a identidade cultural e social que você pode apresentar aos viajantes?


Turistas andam em colônias. Viajantes fazem novas amizades no lugar.

Estar em um lugar e não conhecer o morador do local é o mesmo do que ir na casa de alguém e não perguntar o seu nome! Somente o morador local poderá lhe apresentar a diversidade de sua cultura e de seu ambiente. O que seria da Serra do Brigadeiro sem a sua gente?


Quem são os autênticos anfitriões da Serra do Brigadeiro?


Pense nisso em sua próxima viagem para a Serra do Brigadeiro! Sair do normal é isso! Não querer enxergar apenas o que os outros enxergam, mas sim aprender a ver com os próprios olhos!


Viagens de Experiência valorizam o Viajante!


O Viajante valoriza o ambiente!