Parque do Brigadeiro reabre com restrições a partir de amanhã


O Parque Estadual da Serra do Brigadeiro reabrirá de forma gradual para visitação a partir desta quarta-feira, 3 de fevereiro. A informação foi divulgada nesta terça, 2, pelas redes sociais do Parque. Com a pandemia do novo coronavírus, os Parque Estaduais de Minas tiveram que suspender as visitações, conforme determinações dos órgãos responsáveis pela saúde do Estado. O Parque do Brigadeiro até retornou no final do ano passado com atendimento reduzido, mas fechou novamente no final de novembro com avanço da região Sudeste para a Onda Vermelha, do Programa Minas Consciente. Já na última semana de fevereiro, com o início da vacinação, o Governo de Minas liberou a retomada das atividades de todos setores econômicos, mas com limite diferente de pessoas para cada classificação de onda, para evitar aglomerações.


Com o intuito de esclarecer sobre como será o retorno do Parque e tirar outras dúvidas, o Portal Serra do Brigadeiro entrevistou a gerente do Parque, Rosimeire Belcavelo. Leia abaixo:


Portal: Durante todo este período de pandemia como ficaram os trabalhos dentro do Parque do Brigadeiro? Houve continuidade na manutenção do espaço, entre outras atividades?


Rose Belcavelo: Durante toda pandemia, as atividades de manutenção continuaram. Os trabalhos internos não sofreram alteração.



Portal: Como a sede está fechada para visitação, todos os pontos turísticos estão fechados, mas vimos que o Parque postou em suas redes sociais que turistas têm forçado a entrada nas áreas isoladas, desrespeitando os funcionários da unidade. A situação tem sido frequente? Quais medidas estão sendo tomadas?


Rose: Entendemos que a pandemia nos trouxe várias restrições, e isto trouxe uma mudança de hábito grande para todos. Todos estão ansiosos para saírem, porém as restrições são necessárias e nós do Parque Estadual da Serra do Brigadeiro temos que cumprir aquilo que foi determinado. Nossos funcionários estão trabalhando e cumprindo o que foi determinado e não precisam ser desrespeitados, entendemos a ansiedades de todos, mas gostaríamos que as pessoas também entendam que normas precisam ser cumpridas. As medidas que tomamos sempre são de informar o porquê está fechado e pedir que a pessoa se retire, o que nem sempre é respeitado.


Portal: Na última quarta-feira, 27 de janeiro, o Governo de Minas flexibilizou as restrições em todas as Ondas do Minas Consciente. Assim, mesmo as regiões que estão na Onda Vermelha, como a região Sudeste, poderão retornar com as atividades turísticas de natureza, mas com restrições. O IEF tem sinalizado retomada dos Parque Estaduais com número reduzido de visitantes?


Rose: Sim, houve uma reunião na segunda-feira, 1° de fevereiro, e hoje, 2, nos foi informado que reabriremos a partir do dia 3 de fevereiro. A reabertura será com número reduzido de pessoas e por agendamento. MAIS INFORMAÇÕES DETALHADAS SOBRE A REABERTURA ESTÃO NO FINAL DA ENTREVISTA.


Portal: O Parque tem realizado planejamento de atividades e novidades para quando retornar a receber visitantes? Quais?


Rose: O Parque está planejando novas atividades que serão divulgadas quando tudo estiver pronto. Mas já antecipo que nesta próxima quinta-feira, 4. Já teremos novidades. Aguardem!


Portal: Como o Parque ocupa uma área que abrange oito municípios, como estão planejando a manutenção, demarcação e realização de passeios nos picos e outros pontos turísticos?


Rose: Para as manutenções fazemos escalas internas com divisão dos servidores para a realização, e como dito, os passeios serão agendados.


Portal: O Pico do Boné é o atrativo mais visitado do Parque do Brigadeiro, mas hoje funciona sem controle do número de visitantes no local. Mesmo interditado e com o Parque fechado para visitação, vemos que o local recebe turistas com frequência. Existe algum projeto ou estudo para viabilizar de forma segura a subida? Vocês planejam alguma forma de controlar o fluxo de pessoas no local?


Rose: No final de 2019 tivemos o apoio da Universidade Federal de Viçosa (UFV) nos estudos a respeito do Pico do Boné. Diferentemente do que as pessoas pensam, a situação do pico é muito mais complicada do que parece. Infelizmente, com a pandemia não foi possível dar continuidade, mas assim que possível retomaremos a viabilidade de manutenção e controle.


Portal: Antes da pandemia, o Parque já oferecia uma programação mensal de passeios nas trilhas com infraestrutura para receber visitantes. Vocês pretendem ampliar a oferta de opções de trilhas até outros Picos? Elas poderão ser feitas por guias profissionais credenciados que agendarem a data previamente?


Rose: A princípio o que será reaberto é somente as trilhas autoguiadas (Muriqui, Pico do Grama e Encontro), além da Pedra do Pato e os Picos do Itajuru, Pedra do Cruzeiro e Pico do Cruzeiro com acompanhamento. Falar em abrir mais trilhas e picos envolve ter mais servidores para manutenção e controle o que o Parque não dispõe, no momento. Por que não é só falar que está aberto, precisa de manutenção, sinalização e principalmente dar segurança. Você fala de pessoas credenciadas, mas o Parque não tem ninguém credenciado, temos profissionais externos que realizam as atividades de acompanhamento ao turista, sendo que para isto precisam agendar com o parque.


Portal: Além de todos os desafios já apontados, existem outras dificuldades para manutenção da unidade de conservação? Existem possíveis parcerias para minimizar as dificuldades?


Rose: O Parque é muito extenso, para minimizar estamos tendo reuniões com as prefeituras em busca de parceria.


Portal: É possível que futuramente o Parque venha a cobrar Portaria apenas para visitantes, além de áreas de restaurante, loja colaborativa e camping em sua sede?


Rose: Há sim pretensões, mas precisa ser realizado um estudo de viabilidade para que isto aconteça de forma legal.


Portal: Quais projetos vocês pretendem dar andamento após retomada gradual das atividades?


Rose: Retomar a campanha Brigadeiro na Lata, a maioria dos nossos projetos estão sendo online via as redes sociais, pois falar em retomada de projetos presenciais é muito cedo e creio que isto volte somente quando a vacina chegar.


Confira abaixo DETALHES para voltar a visitar o Parque:




facebook (1).png
instagram (1).png

© 2020 • Portal Serra do Brigadeiro