Parque da Serra do Brigadeiro continua fechado para visitação até autorização do IEF


Com a decisão do Governo Estadual de reabrir os parques estaduais mineiros, localizados nas regiões que já avançaram para as ondas amarela e verde, do Minas Consciente, o Instituto Estadual de Florestas (IEF) publicou na última quinta-feira, 10 de setembro, no Diário Oficial, a portaria 94, que autoriza o retorno das visitações em unidades de conservação de Minas. As primeiras unidades a serem reabertas e que poderão receber visitantes a partir deste sábado, 12, são os parques estaduais da Serra do Rola-Moça, na Grande BH; da Lapa Grande, em Montes Claros, e do Biribiri, em Diamantina. A reabertura deverá observar a realidade de cada município, de acordo com as ondas, além de uma série de critérios descritos na portaria publicada. Desta forma, o Parque Estadual da Serra do Brigadeiro permanece fechado até autorização do IEF.


A visitação foi suspensa em todas as unidades gerenciadas pelo IEF desde 18 de março, por conta da pandemia da Covid-19. Unidades de conservação inseridas em territórios que estiverem nas ondas amarela e verde estão liberadas para a retomada da visitação, enquanto aquelas que estiverem em áreas com onda vermelha permanecerão fechadas ou terão que interromper a visitação em caso de retrocesso de estágio.


De acordo com o diretor-geral do IEF, Antônio Malard, a reabertura será gradativa. A portaria 94 prevê que a relação das unidades de conservação a serem reabertas será publicada no site do IEF, e a atualização desse conteúdo será constante. “Antes de planejar a ida à unidade, o visitante deve verificar o site do IEF para se certificar se as unidades estarão abertas e quais são as regras específicas para visitação em cada uma”, alerta Malard. A lista poderá ser conferida a partir desta sexta-feira, 11.


Regras e restrições


A portaria determina que todos os visitantes e funcionários das UCS que estiverem reabertas para o acesso do público deverão usar máscaras. No caso das unidades onde, normalmente, são formadas filas para o acesso, haverá a marcação de espaços para posicionamento de cada visitante enquanto aguarda, com distanciamento de dois metros.


Cada unidade vai desenvolver seu protocolo específico e será verificada a possibilidade de realização de visitas por meio de agendamento, assim como do pagamento prévio das entradas. “A abertura será gradativa, sempre priorizando a saúde da população e de nossos servidores”, acrescenta Malard.


A Portaria 94 determina que o uso das estruturas destinadas à hospedagem de visitantes e pesquisadores e das estruturas de apoio à visitação, como restaurantes e lanchonetes, deve obedecer às orientações previstas no protocolo sanitário do Plano Minas Consciente. Todas as cavidades abertas à visitação dentro das unidades que exigirem equipamentos de uso pessoal e coletivo, tais como capacetes, lanternas, coletes, máscaras, calçados, vestimentas, dentre outros, deverão estabelecer procedimentos e mecanismos para a completa desinfecção destes itens.


As unidades estão liberadas para limitar o número de visitantes e promover o aumento gradativo ao longo do tempo e do espaço, visando evitar aglomerações ou picos de visitação em determinados locais, dias ou horários.


Informações do IEF