Araponga entra na onda vermelha e tem suspensa atividades de bares e pousadas

O decreto publicado na última sexta-feira, 8 de janeiro, no site

da Prefeitura de Araponga definiu como fica o funcionamento das atividades econômicas da cidade, após entrar na onda vermelha do Programa Minas Consciente, devido ao crescimento do número de casos confirmados de Covid-19. Além de restringir a quantidade de pessoas nos estabelecimentos de serviços essenciais e tornar mais rigorosas as regras sanitárias, outra medida que afeta diretamente o setor de Turismo é a suspensão das atividades de hospedagens, pousadas, bares e lanchonetes. Araponga é uma das cidades do entorno do Parque Estadual da Serra do Brigadeiro que retornou a fechar em novembro, após vários municípios da região entrarem para onde vermelha.


O Comitê Extraordinário COVID-19 do município, com base nas Deliberações do Comitê Extraordinário Estadual COVID-19, decidiu restringir o horário de funcionamento dos restaurantes de 8h às 20h; e serviço delivery de 8h até 24h, somente com entrega a domicílio. Também fica proibido realização de festas, reuniões e eventos.


Caso haja o descumprimento das determinações, o Executivo poderá suspender o Alvará de Licença e Funcionamento dos estabelecimentos comerciais, em acordo com a Situação de Emergência em Saúde Pública vigente.


Nesta quarta, 13, o boletim epidemiológico registrou total de 162 casos confirmados de coronavírus, sendo que duas pessoas estão internadas. Ainda há 48 casos suspeitos e 180 descartados.