Cavalgada Aldeia da Vida realiza seu 117º evento no entorno da Serra do Brigadeiro



Aventura, desafios e muita emoção marcaram o 117º evento da Aldeia da Vida, realizado no entorno do Parque Estadual Serra do Brigadeiro, entre os dias 1° e 4 de novembro de 2018. Conheça um pouco mais a história da Cavalgada Aldeia da Vida.

Durante quatro dias, 44 muladeiros e três cavaleiros, três membros da equipe de apoio e dois cozinheiros, percorreram 60 quilômetros de trilhas e estradas vicinais. A cavalgada veio reforçar o clima de cooperação mútua e espontânea, camaradagem comum nos cavaleiros e muladeiros da Serra do Brigadeiro.

No primeiro dia do evento, que teve início na Pousada Serra D’Água, em direção a trilha da Cotinha, e na sequência, na Fazenda Caparaó, onde fomos recebidos pelo Edno Miranda e família. No espaço, ocorreu um relato sobre a história do café local, seu esforço em produzir um café como uma bebida especial e detalhou as premiações já recebidas em nível internacional. Abriu as portas do seu belíssimo espaço, onde deliciamos uma costela de vaca preparado à moda antiga. De volta as trilhas, percorremos as trilhas do Caparaó e a do carvão e na sequência fizemos um pouso na Cachoeira do Piu para almoço estilo “queima do alho” e banho, encerrando o primeiro dia no distrito de Bom Jesus do Madeira - município de Fervedouro.

No segundo dia, seguimos em direção ao Refúgio dos Galdinos para um café da manhã (pequeno almoço), seguimos em direção a trilha cachoeira três quedas, trilha do Abel e uma pequena parada na sede do Parque (PESB). Finalizando o percurso do segundo dia na Pousada Serra D’agua.

Terceiro e último dia de percurso, seguimos via trilha dos Lanas e a primeira parada foi na propriedade de João Benvindo, comunidade do Salazar, encerrando oficialmente na Aldeia da Vida.

Espírito acolhedor dos moradores da Serra

Ao longo de todo o roteiro, novas amizades surgiram e os participantes conheceram de perto uma região ainda pouco explorada para muita gente. Além disso, a população local teve a oportunidade de demonstrar, mais uma vez, o espírito acolhedor característico da gente mineira, recebendo os muladeiros e cavaleiros com alegria e cativante simplicidade. Moradores dos arredores do Parque da Serra do Brigadeiro, pessoas simples de simpatia encantadora, destacaram-se pela atenção dedicada ao grupo visitante.

O aconchego do Sr. Edno Miranda, Cida Milagres, foi reforçado com a boa recepção de sua família, especialmente dos filhos Andréia e Edinho. Na sequência o animador cultural e pesquisador Dinei Ribas, fez um relato sobre a Serra dos Arrepiados, destacando a importância da atividade do Turismo de Base Comunitária (TBC). No sábado, 3, com o ânimo redobrado após o café da manhã, pequeno almoço, oferecido pela Dona Maria e Sr. Adão. Depois da pausa para um momento de oração na Ermida Antônio Martins regadas a água fresca. Visitamos a sede do Parque. Assistimos a um documentário sobre a coordenação do gerente da unidade de conservação, José Roberto de Oliveira, encerramos o segundo dia, às 16h, de volta à Pousada Serra D’Água para uma belíssima cantoria com Paulinho Lelis.

Participaram deste evento: Muladeiros de Lagoa Santa: Anibal, Rony Petersen, Alvim, Daniel Castro, Daniel Dornelas, Daniel Pascoal, Serginho, Jair, Kennedy, Oswaldo de Abreu, Edmilson, Charles, Leandro, Deco, Vandeco, Kaca Rosa, Dalisson, Ricardo e Valderinho; - Serra do Cipó: Cristiano e Ita; Canaã: Dudu e Lucas Teixeiras; BH: Altair; Guaraciaba: Gilton e Giovanni; Coimbra: Batista e Marcilio; Dist. Bacalhau/ Piranga: Juninho; Ouro Branco: Valdecir; Teixeiras: Vinicius; Ipatinga: Ricardinho e Samira,; Iapu: Júnior e Thacila; Canaã: Tio Naca, Dê Bittencourt, Gustavo, Rafael, Marquinhos, José Mauro grilo, Franciel, Dudu, Reinaldo Sales, Romário, Juninho Mariano, Henrique, Aguimar e José Antônio. Motorista de apoio: Laudecir (Jipinho), cozinheiro: Carlos da Vicença, assistente da cozinha: Daniel Ferreira.

Alguns participantes reviveram os percursos e outros conheceram as belezas naturais do Parque, do seu entorno e os desafios de suas trilhas, pela primeira vez. As cantorias sobre a coordenação de Paulinho Lelis, Chico da Mata e Branco, que foram excepcionais, nota 10!

Acredito que é um projeto de Turismo Solidário que tem tudo para ficar cada dia melhor, que deva ser muito divulgado para que mais pessoas possam conhecer está maravilhosa região do Parque do Brigadeiro. Só temos a ganhar neste convívio tão próximo com as pessoas locais, conhecendo sua cultura, sua culinária, seus causos, além de usufruirmos de uma paisagem esplêndida, com suas montanhas, cachoeiras, plantações de café e o cantar incessante dos pássaros.

Destaca-se a descontração dos muladeiros de Lagoa Santa e dos convidados especiais dos diversos municípios da Zona da Mata, com destaque para aqueles bons contadores de histórias de suas peripécias. Seus respeitos, compreensão e interação com os animais, com os colegas e com a realidade local, além da religiosidade. Nota dez a todos sem nenhum “X”!

A disciplina de participantes como Bittencourt mirins: Henrique, Gustavo e Rafael, todos com 11 anos, cada. Suas ótimas convivências com todos os tropeiros, se transformaram em muladeiros exemplares e com a responsabilidade que perpetua esta tradição de enorme importância para a nossa história.

Arthur Bortone, coordenador da Comitiva Tropeiros das Geraes/JF, mistura perfeita de muladeiro, fotógrafo e homem apaixonado. Quando menos esperamos, já estava fazendo um registro para a eternidade. Atua com profissionalismo em todas áreas.

Nosso querido Tio Naca, 79 anos, membro da Comitiva Tropeiros Canaenses, ser humano chave do projeto Aldeia da Vida, há 14 anos auxilia a Aldeia da Vida na implementação das caminhadas e cavalgadas na Serra do Brigadeiro e em toda região. Um personagem que extrapola a sua atividade de trabalhador rural, seu amor para com a família, o carinho para com os amigos, sua simplicidade, palavreado próprio, disciplina e delicadeza é o seu diferencial. O receptivo sob a responsabilidade da Comitiva Tropeiros Canaenses, item fundamental na organização e sucesso do evento.

A 117ª Cavalgada nos deixa uma certeza: ‘A vontade de cavalgar sempre juntos, promovendo a integração Homem, Animal e Natureza’.

Fotos: João Paulo e de integrantes do projeto Aldeia da Vida

#serradobrigadeiro #serrasdeminas #aldeiadavida #cavalgada #tropeiros #cavalos #cavaleiros #comitiva #refugiodosgaldinos #parqueestadualserradobrigadeiro