Parque Serra do Brigadeiro continua fechado por tempo indeterminado



O Parque Estadual Serra do Brigadeiro (PESB) continua fechado por tempo indeterminado devido medida preventiva contra a febre amarela em Minas Gerais. A Unidade de Conservação (UC) fechou às portas para as visitações no último dia 19 de janeiro. Por isso, a direção do parque informa que todas as agendas estão canceladas até novo comunicado.

Em nota, o Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos informou no dia 19 que, atendendo a uma solicitação da Secretaria Estadual de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), devido à situação de emergência em saúde pública decretada no dia 13 de janeiro, determinou o fechamento temporário dos Parques Estaduais do Rio Doce, área localizada entre os municípios de Timóteo, Marliéria e Dionísio, e da Serra do Brigadeiro, localizado nas regiões de Araponga, Fervedouro, Miradouro, Ervália, Sericita, Pedra Bonita, Muriaé e Divino. As Unidades de Conservação retomarão suas atividades normais tão logo a situação seja devidamente contornada na região.

O Sisema informa ainda que as UCs são as principais a receber visitação pública da região diretamente afetada pelo surto de febre amarela que se acomete sobre o Estado. “Dessa forma, preservar visitantes e funcionários de um possível contato com o vírus, que é transmitido pelos mosquitos dos gêneros Haemagogus e Sabethes em ambiente silvestre e, em ambiente urbano, pelo Aedes aegypti”.

O parque reforça que mesmo com a medida não foram registrados casos da doença na unidade e não houve registro de primatas mortos dentro do local, até o momento.

Dados

No boletim divulgado pela SES-MG na última quarta-feira, 25 de janeiro, até o momento foram notificados 485 casos suspeitos de febre amarela, sendo que desses 19 já foram descartados, e 69 são casos confirmados. Em relação aos óbitos, há 96 óbitos suspeitos. Desses, 38 foram confirmados. (Clique aqui e veja as cidades com casos confirmados).

#febreamarela #secretariadesaude #unidadedeconservacao #parque