O Parque Estadual Serra do Brigadeiro está localizado na Zona da Mata mineira, Sudeste do Brasil, a 290 km da capital, Belo Horizonte. Com uma área de extensão de 14.984 hectares, o parque possui reservas de Mata Atlântica que é a principal formação vegetal da área, com montanhas, vales, chapadas, encostas além de diversos cursos d'água que integram as bacias dos rios Paraíba do Sul e Doce, na Serra da Mantiqueira. Criado em 27 de setembro de 1996, a unidade abriu as portas para visitação em março de 2005. Ela tem como missão, "proteger a fauna e a flora regionais, as nascentes e rios e córregos da região, além de criar condições ao desenvolvimento de pesquisas científicas e à ampliação do turismo ecológico na região". 

Acolhedora, as terras da Zona da Mata mineira receberam seus primeiros moradores acuados pela expansão e perseguição dos “Bandeirantes”. Os índios Puris vieram se engendrando por matas fechadas, suportando o frio. Postos a prova da sobrevivência, passaram a fazer desta região sua casa. Devido a estes índios que a serra recebeu seu primeiro nome, que era “Serra dos Arrepiados”. Após tantas décadas, as terras passaram a se chamar “Serra do Brigadeiro”, em homenagem ao Brigadeiro Bacelar que acompanhou os desbravadores da região nas primeiras décadas do Século XIX.

O Parque abriga vários Picos: o do Soares (1.985 metros de altitude), o Campestre (1.908 m), o do Grama (1.899 m) e o do Boné (1.870 m). A altitude e o relevo amenizam a temperatura local e a neblina cobre os picos durante quase todo o ano, formando uma das mais belas imagens do local.

Parque Estadual Serra do Brigadeiro
1/12

Infraestrutura

A infra-estrutura do Parque é composta por centros de pesquisa, posto da polícia ambiental, laboratórios, alojamentos para pesquisadores, Centro de Visitantes e de Administração, residências, além das residências de funcionários. A sede da ‘Fazenda Neblina', antiga construção colonial, sede da Fazenda onde hoje se localiza o Parque, foi reformada e transformada em casa de hóspede.

A infra-estrutura do Parque foi construída em parceria com o Programa de Proteção da Mata Atlântica de Minas Gerais (Promata) com recursos da Cooperação Financeira Internacional Brasil-Alemanha, repassados através do Banco Kreditanstalt für Wiederaufbau (KfW) que investiu cerca de R$ 1,25 milhão.

A capacidade total de visitantes por dia é 200 pessoas, de acordo com o plano de manejo do Instituto Estadual de Florestas (IEF).  Divididos por 50 pessoas na região norte do parque, 130 na região central e 30 na região sul.

 

Visitação:

O Parque não possui área de camping e a visitação deve ser feita no período diurno. Consulte a administração antes de visitar os atrativos do Parque.


Horário de Funcionamento: de 8h às 12h e de 13h às 17h.
Telefone: (32) 3721.7491
E-mail: pebrigadeiro@meioambiente.mg.gov.br

Fazenda do Brigadeiro

O casarão da Fazenda do Brigadeiro existe há 70 anos. Foi construído no estilo neocolonial, com dois pavimentos idênticos entre si e mede 240 m2. Para chegar ao casarão, saindo de carro do centro de visitantes, pegue a estrada principal do Parque, sentido de Araponga. Siga as placas indicativas para a Fazenda do Brigadeiro, passando pela comunidade do Estouro. No caminho de cesso pode-se avistar o imponente Pico do Boné. No período de chuvas, a estrada de acesso torna-se escorregadia, sendo recomendável o uso de veículo com tração nas quatro rodas (4x4).

 

Distância da Sede: 30 km.

Tempo de percurso: Aproximadamente 50 minutos.

1/6

Capela e Mirante

A ermida foi construída em 1908 pela família de João dos Anjos Macedo, em homenagem a Antônio Martins. Em 1952, Vicente Lima e José Laureano, dois cidadãos locais, organizaram um mutirão, reconstruíram a capela e colocaram em seu interior a imagem de Santo Antônio. Atualmente, a Ermida abriga um pequeno altar com imagens de vários santos. Junto à entrada, alguns devotos costumam acender velas e fazer pedidos a Antônio Martins, que muita gente já considera um santo. A parte externa da capela compõe um mirante natural, de onde se tem uma vista privilegiada de parte do Parque, podendo-se ainda avistar as serras da Carangola e do Grama, e admirar o nascer e o pôr do sol.

 

Para chegar à Ermida, partindo do centro de visitantes, pegue a estrada interna do Parque, no sentido da Portaria Pedra do Pato. Basta seguir as placas indicativas até o atrativo, que fica a 1.324 metros de altitude.

 

Distância da Sede: 825 m.

Distância da fazenda do Brigadeiro:

Tempo de percurso: Aproximadamente 12 minutos.

 

Fonte: www.clubedosaventureiros.com

img_6271_34516045303_o.jpg