Arte e Cultura

Características da Fauna

O Parque Estadual da Serra do Brigadeiro é um santuário ecológico, incrustado em plena região da Zona da Mata mineira. É considerado o maior trecho de Mata Atlântica do estado, integrando o complexo da Serra da Mantiqueira (mais ao norte), entre os vales de Carangola, Glória e Rio Doce. Ali se pode ainda encontrar espécies raras ameaçadas de extinção da fauna e flora, como o muriqui – o maior primata das Américas – e o sagui-de-cara-amarela.

 

Outras espécies raras como a jaguatirica, o veado-mateiro e a águia-chilena também habitam a região. Entre outras diversas espécies, também se destacam a suçuarana, quati, tatu, cuíca, paca, cutia, preguiça-de-três-dedos, gambás, gavião-cabloco, maritaca, coruja, pica-paus, lagarto, cobra-coral, jararaca, e ainda uma grande infinidade de borboletas, besouros e libélulas.

Os biólogos Brás Cocenza e Sérgio Mendes descobriram, há mais de 19 anos, uma espécie híbrida resultante do cruzamento entre o sagui-de-cara-amarela e o sagui-da-serra-escuro espécies presentes na Serra do Brigadeiro. Até agora, já foram encontrados 22 saguis híbridos. Sérgio Mendes conta que a região é o único local onde ainda se encontram exemplares de sagui-de-cara-amarela e de sagui-da-serra-escuro, e o fato de os híbridos serem férteis ressalta a suspeita de que os dois saguis pertencem a uma mesma espécie.

img_6271_34516045303_o.jpg